Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Maio > Secretaria cede área para projeto turístico na praia de Iracema, em Fortaleza

Economia

Secretaria cede área para projeto turístico na praia de Iracema, em Fortaleza

Patrimônio da União

Complexo terá roda-gigante, loja e restaurante em espaço sobre o mar
por publicado: 10/05/2019 14h49 última modificação: 10/05/2019 14h49

A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SCGPU), do Ministério da Economia, está destinando área da União para a implantação de projeto turístico na Praia de Iracema, em Fortaleza (Ceará). Será a primeira iniciativa do gênero no país. A previsão é que o complexo entre em funcionamento em meados de 2020, com expectativa de receber um público anual em torno de 1,26 milhão de visitantes.

O empreendimento, orçado em R$ 204 milhões, será erguido sobre espigão já existente (faixa de aterro sobre o mar), que será ampliado para comportar uma roda-gigante de 100 metros de altura e infraestrutura para loja, restaurante, espaço para eventos, áreas de apoio e áreas abertas ao público.

A roda-gigante comportará até 32 pessoas em cada uma das 24 cabines climatizadas e deverá superar em altura cartões-postais como o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e o Elevador Lacerda, em Salvador.

O secretário da SCGPU, Fernando Bispo, acredita que iniciativas como esta ajudam a incrementar o turismo. A nova gestão tem como uma de suas prioridades estabelecer parcerias com os municípios nesta direção.

“A valorização do turismo é um fator importante para a economia, com aumento de receita ligada ao setor, bem como representa uma excelente oportunidade para a geração de novos empregos”, destaca Bispo.

Cessão onerosa
O aproveitamento da área foi autorizado por meio da Portaria nº 3542, publicada no Diário Oficial da União do último dia 23 de abril. Falta apenas a assinatura do contrato com a Prefeitura de Fortaleza, o que deverá ocorrer em breve. O processo está em fase de finalização na Consultoria Jurídica da União no Estado do Ceará.

O terreno será repassado na modalidade de cessão de uso onerosa, o que permite o arrendamento a particulares. A área total cedida pela União é de 21.596,13m², dos quais 8.243,64m² são reservados para utilização privativa e exploração econômica. O prazo da cessão é de 38 anos, prorrogáveis por iguais e sucessivos períodos.

A carência para o início do pagamento será de quadro anos. O valor estipulado será de 20% das receitas brutas anuais decorrentes de contratos que o cessionário estabeleça com terceiros, tendo como piso a importância de R$ 729.407,16.