Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Maio > Comitê apresenta agenda de avaliação de subsídios para 2019

Economia

Comitê apresenta agenda de avaliação de subsídios para 2019

Políticas públicas

Foi criado também grupo para elaborar modelo de governança para os aportes da União
por publicado: 02/05/2019 16h51 última modificação: 02/05/2019 16h51

O Comitê de Monitoramento e Avaliação de Subsídios da União (CMAS), instituído pelo Decreto nº 9.588/2018 se reuniu nesta terça-feira (30) para definir a agenda de trabalho, analisar a dinâmica de avaliações e aprovar a criação de grupo técnico que irá propor um modelo de governança para os subsídios da União. 

Os membros do comitê – designados pelo Ministério da Economia por meio da portaria nº 412/2019 -  apresentaram os planos de trabalho para avaliação, em 2019, de políticas públicas financiadas via subsídio da União. Serão analisados subsídios da indústria, da agricultura, da educação, do crédito, do emprego e da energia. Os planos de trabalho tiveram como referencial o Guia Prático de Análise Ex Ante e o Guia Prático de Análise Ex Post, conforme orientação do Comitê Interministerial de Governança. As avaliações darão ênfase ao diagnóstico, desenho, impacto, implementação e desenvolvimentos recentes das políticas. Será realizada uma análise detalhada da motivação inicial das políticas e dos seus resultados efetivos, com o objetivo de fornecer elementos técnicos e institucionais para o seu aperfeiçoamento e/ou revisão. 

Também serão constituídos subgrupos, compostos por: Coordenador da Avaliação (membro do CMAS); Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) ou outros órgãos e institutos de pesquisa que poderão executar ou colaborar com as avaliações; Secretaria de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria (Secap), responsável pela interlocução técnica entre os diversos atores do processo de avaliação; e Órgão Gestor/Setorial, como responsável direto pela implementação das políticas e que detém relevantes conhecimentos e informações para a análise dos problemas e desafios das políticas financiadas por subsídios. 

Os trabalhos do comitê buscam fortalecer e institucionalizar a cultura de avaliação no âmbito da administração pública, permitindo assim o controle social dessas políticas.