Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Março > Ministério da Economia realiza consulta pública para levar TáxiGov ao Rio e São Paulo

Economia

Ministério da Economia realiza consulta pública para levar TáxiGov ao Rio e São Paulo

Serviço de transporte

Nova licitação prevê o fornecimento do serviço por aplicativos como o Uber, Cabify e 99Pop
por publicado: 28/03/2019 10h28 última modificação: 28/03/2019 10h28

O Ministério da Economia, por meio da Secretaria de Gestão (Seges), realiza na quinta e sexta-feira (28 e 29/03) consulta pública para contratação de transporte terrestre dos servidores, empregados e colaboradores a serviço dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal nos municípios e regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo. 

O objetivo é aprimorar o termo de referência para a contratação do serviço, após o recebimento de sugestões dos potenciais prestadores do serviço. A licitação será gerenciada pela Central de Compras da Secretaria de Gestão.  

Em São Paulo, a consulta acontece de 14h às 18h no edifício Escritório de São Paulo (Rua Formosa, 367, auditório da Ancine, 21º andar). Na sexta-feira é a vez do Rio de Janeiro, onde técnicos do ministério esclarecerão dúvidas sobre o termo de referência e a licitação. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail central.estrategia@planejamento.gov.br. 

As informações sobre a licitação estão disponíveis no endereço http://www.planejamento.gov.br/acesso-a-informacao/licitacoes-e-contratos/consultas-publicas 

Melhoria da gestão

Podem participar da licitação cooperativas de táxis, aplicativos de transporte, serviços de locação com motoristas entre outras. A ideia é melhorar os mecanismos de gestão existentes e a qualidade do atendimento aos servidores usuários do serviço, com economia de tempo de atendimento e aumento da disponibilidade de veículos. 

O quantitativo global inicialmente estimado é de contratação de 3,5 milhões de quilômetros para São Paulo e de 10,8 milhões de quilômetros para Rio de Janeiro. Isso equivaleria a um montante estimado de R$ 46,4 milhões, sendo considerado o preço de referência de R$ 3,21 por quilômetro para um período de 12 meses, para os dois termos de referência. 

A expectativa é de que cerca de 46 instituições públicas, nos dois estados, poderão migrar para o novo modelo de serviço. 

No Distrito Federal, o projeto Táxigov atende, desde fevereiro de 2017, órgãos da administração direta, o que reduziu em mais de 60% os gastos com transporte de servidores.